fale livremente,
você não precisa se identificar

16.331.622
Acessos

45.100
comentários

10.630
respostas

#42296
Remetente não identificado 20/02/2019

Menina, tua sensibilidade afetiva e tua capacidade de manifestá-la num discurso escrito são fascinantes. Crianças que passaram por desastrosas experiências de infância são a regra, não a exceção, tenha certeza disso. Eu e meus dois irmãos também transitamos, na infância, por vivências familiares parecidas com a tua - nosso pai nos espancava com grande frequência e com violência inaudita: não foram raras as ocasiões nas quais tivemos que ser conduzidos a hospitais, para que médicos fizessem suturas de ferimentos causados por agressões físicas de grande brutalidade. As mutilações emocionais também não foram menos chocantes e nos deixaram marcas profundas. 

Você, eu e milhares de outros, que na infância experimentaram uma “estadia no inferno", só têm duas escolhas: 1. Passar a vida adulta a culpar pessoas, maldizendo o destino, alimentando ressentimentos e desejos de vingança, tornando-se amargos e agressivos como amargos e agressivos foram aqueles que lhes mutilaram a mente (e o corpo), ou 2. Nem odiar e nem chorar, apenas entender, buscando superar esse passado triste com uma postura alegre, criativa, tolerante e positiva. A fórmula é: ler muito, adorar seu trabalho, praticar atividades físicas, gostar muito dos filhos, tendo-os como seus melhores amigos, apoiando-os em suas escolhas (sejam elas quais forem), saboreando a maravllhosa e breve experiencia que é viver. Nunca esqueça de que detemos uma enorme vantagem adaptativa sobre os adultos que desfrutaram de uma infância serena, pacífica e protetora: fomos apresentados, ainda muito cedo, à face tenebrosa do grande sofrimento. E assim, o grande sofrimento tornou-se um velho conhecido: quando, hoje, ele tenta nos empurrar pra baixo não consegue, pois não nos assusta mais. Lhe dizemos: “Ê beleleu, tu nem assustas mais eu...” 

Agora você está livre dos monstros de fora, do passado. Só falta despachares para bem longe os monstros de dentro, os que ainda habitam teu mundo interior, tuas lembranças.

Vamos fazer assim: Tu torces por mim e eu torço por ti. 

Inté, fadinha que era triste e não é mais.

Respondido em 23/02/2019
Ver 3 Comentários 21 curtidas    121 Acessos
#2502
Remetente não identificado 06/03/2013
CONCORDO COM VOCÊ. É REVOLTANTE ESSA DESRESPEITOSA PRÁTICA DE MUITOS CLIENTES, QUE MARCAM UMA CONSULTA MÉDICA E NÃO COMPARECEM NO DIA AGENDADO, SEM TER A CONSIDERAÇÃO DE AVISAR QUE NÃO VIRÃO MAIS. INFELIZMENTE NÃO TEMOS AMPARO LEGAL QUE NOS PERMITA COBRAR A MULTA, MUITO MERECIDA, QUE VOCÊ SUGERE. A VONTADE É GRANDE, MAS SE O FIZÉSSEMOS O CLIENTE NOS ACIONARIA NA JUSTIÇA, E TERÍAMOS QUE INDENIZÁ-LO POR DANOS MORAIS E MATERIAIS. ISSO MESMO. PORTANTO, PRECISAMOS NOS REUNIR, PARA BUSCAR OUTRA SOLUÇÃO. VAMOS COMBATER ESSA GRANDE FALTA DE RESPEITO DE MUITOS CLIENTES PARA COM OS MÉDICOS E A MEDIMAGEM.
Respondido em 07/03/2013
Ver 61 Comentários 45 curtidas    46578 Acessos
#376
Remetente não identificado 02/12/2012
SIM. O VALOR AUMENTOU PARA CEM REAIS. O VALOR É CALCULADO COM BASE NOS DIAS ÚTEIS, POR ISSO SOFRE PEQUENAS VARIAÇÕES MENSAIS. A CADA ANO AUMENTARÁ JUNTO COM O REAJUSTE DO SALARIO MINIMO.
Respondido em 02/12/2012
Ver 4 Comentários 3 curtidas    3604 Acessos
#8121
Remetente não identificado 03/04/2014
EVITE BEBER ÁLCOOL UM DIA ANTES E DOIS DIAS DEPOIS DA INGESTÃO DO MEDICAMENTO.
Respondido em 03/04/2014
Ver 404 Comentários 352 curtidas    476779 Acessos
#42325
Remetente não identificado 23/02/2019
Boa Noite Dr. , vendo seu modo de interagir aqui eu fico admirada com sua inteligência no modo de escrever, de dar explicações sobre diversos assuntos...Eu tenho um problema: não gosto de ler livros, tenho vontade, mas ''não consigo" me prender à para leitura. Geralmente quando estou lendo algo meu pensamento "voa" em outras dimensões . Isso me deixa frustrada,não consigo me envolver na história e compreender o livro, seja qual for o assunto. E tenho notado que estou nessa condição em tudo que faço, ex: Começo a lavar uma louça, mas antes de terminar me vejo olhando celular, vendo receitas ou outros assuntos com nada a ver , sabe?.. Começo vendo o site Oiaqui , de repente estou em uma página de outra coisa qualquer que não seja o que eu deveria estar vendo .. Eu também não consigo conversar com as pessoas , desenvolver assuntos . Sou uma pessoa muito introvertida , acho que não sei conversar . Noto isso quando tento explicar algo para uma pessoa e a grande maioria não entende. Me sinto como se eu estivesse falando grego, às vezes... Acredito que isso dificulta também na hora de correr atrás dos meus objetivos , porque não sei me relacionar com as pessoas(tenho vergonha até de um aperto de mãos ).. Isso eu acredito que esteja me dificultando até na hora de me inserir no mercado de trabalho . Tenho uma vergonha absurda de chegar a conhecidos e cumprimenta-los. Acho estranho isso, me dá uma sensação de" frio na barriga", bem estranho.. Tenho também uma questão que me incomoda muito: é o fato de ser desconfiada com tudo e todos, acho a grande maioria das pessoas interesseiras , falsas. Em meu relacionamento afetivo não consigo acreditar na pessoa, crio histórias tipo "jogando verde pra colher maduro" e infelizmente ou felizmente (sei lá) acabo estando "certa" e o relacionamento vai por água abaixo e eu me sinto super culpada. Enfim... Gostaria de saber com o Sr. , o que seria interessante para fazer para mudar isso em mim?. Isso é um tipo de transtorno psicológico? O Sr. conseguiu entender o que eu quis explicar neste texto?.. Desde já agradeço.

Sim, cara amiga, consegui entender seu texto, aliás muito claro, bem redigido. Não há duvidas de que, por herança genética ou por assimilação cultural (a partir de vivências da infância) você desenvolveu alguns indícios de que é portadora de alguns transtornos psicológicos ditos "menores”: déficit de atenção, delírios persecutórios, etc. Como você é uma pessoa inteligente e consciente do quanto essa condição lhe perturba a existência, uma sugestão seria a de começar a buscar, no Google e no Youtube, textos científicos acerca das condições acima. Outra atitude seria a de buscar orientação com psicólogo ou com psiquiatra. Tenha a certeza de que esse seu desconforto emocional é muito frequente, sendo possivel aliviá-lo bastante, através do autoconhecimento. Não deixe de tentar e tentar e tentar ler, até adquirir o hábito; procure praticar atividades físicas (caminhadas, natação, etc), durma cedo, fuja do álcool e tente praticar yoga. Boa sorte e dê noticias sobre seus progressos.

Respondido em 25/02/2019
Ver 1 Comentário 9 curtidas    168 Acessos
#33023
Remetente não identificado 16/08/2017
Maneire nos doces. Para evitar a diabetes, a obesidade, as cáries dentárias e muitos outros malefícios graves causados pelo açúcar. Faça o seguinte: ao invés dos doces, saboreie uma fruta!! Aí sim, sua saúde agradece, a barriga desaparece e a lombriga não cresce.
Respondido em 16/08/2017
Ver 10 Comentários 62 curtidas    9677 Acessos
#42333
Remetente não identificado 25/02/2019

Em março, ora.

Respondido em 25/02/2019
Ver 2 Comentários 11 curtidas    145 Acessos
#19517
Remetente não identificado 12/01/2016
Não.
Respondido em 12/01/2016
Ver 22 Comentários 51 curtidas    27607 Acessos
 < 1 2 3 4 5 6 7 >  Última
Nossos Videos

O que uma garrafa de refrigerante faz com seu corpo


Veja todos os videos
oiaqui.com

Teresina - Piauí


16.331.622
Acessos

45.100
comentários

10.630
respostas
Nossos Vídeos

O que uma garrafa de refrigerante faz com seu corpo


Veja todos os videos